Hungria admite avançar com referendo sobre pena de morte

25.05.2015 13:46

O primeiro-ministro húngaro garante que o país não está a preparar-se para reintroduzir a pena de morte no país mas não põe de parte avançar com uma consulta pública sobre o tema.

COMENTÁRIOS

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.