O secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita, garantiu esta segunda-feira que os primeiros concursos para regularização dos precários do Estado vão avançar em janeiro.

"Será possível avançar com concursos logo a partir de janeiro. Não sei dizer uma data concreta, pois dependerá de cada ministério e de cada serviço, mas estaremos em condições, quer do ponto de vista orçamental quer legal, de dar início ao processo no início de 2018 e de concluir até final do ano", disse Miguel Cabrita aos jornalistas, no parlamento.

O governante falava no final de uma audição na comissão parlamentar de Trabalho, no âmbito do grupo de trabalho sobre o Programa de Regularização Extraordinária dos Vínculos Precários do Estado (PREVPAP).

Sobre alterações à lei laboral para o sector privado no âmbito da precariedade, Miguel Cabrita disse que a discussão sobre as matérias previstas no acordo firmado com os parceiros sociais irá começar no terceiro trimestre e que os objetivos "estão há muito traçados".

"A discussão vai decorrer na Concertação Social nos meses finais deste ano e após essa discussão, previsivelmente no início de 2018 estaremos em condição de avançar para as alterações que vierem a ser avaliadas", afirmou o secretário de Estado.

Uma das alterações previstas no programa do Governo e no anteprojeto das Grandes Opções do Plano para 2018 é a diferenciação da Taxa Social Única (TSU) para as empresas com elevada rotatividade de trabalhadores.

"Os compromissos do Governo são claros e já havia intenção de diferenciar as contribuições" para a entidade empregadora, sublinhou.

Lusa

COMENTÁRIOS

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.